25.7.10

Disfarce as gordurinhas dos braços

Se você não gosta dos seus braços, não chame a atenção para eles. Assim, não use blusas que tenham mangas com estampas muito grandes, por exemplo. Seguem mais algumas dicas da consultora de imagem do Senac, Tatty Camargo:

• O modelo de manga ideal é o três quartos, que deixa à mostra a parte mais fina do braço, o pulso. Desde que o tecido seja mais grossinho, ela pode ser até mais justinha.

• Prefira blusas com mangas mais escuras.

• Decote com excesso de babado dá muito volume, e já basta o do braço. Perigo!

• Tome cuidado com blusas de manga muito justa. Apertar a gordurinha não resolve, ao contrário. Prefira as mais soltinhas e leves. Elas dão a sensação de que o braço é menor.

• Use regatas com alguma sobreposição, como uma camisa de tecido mais fininho.

• Nada de braceletes ou adereços grandes no braço. Eles atraem olhares, e é tudo o que você não quer.

• Truque para o verão: bronzear o braço dá a sensação de que ele é mais magrinho.

• Mangas japonesa, bufante ou princesa são proibidas!

• Camisa com a manga dobrada até o cotovelo funciona e fica um charme.

• Evite estampa com listras horizontais na região dos braços.

• Totalmente contraindicado: tomara que caia e costas muito vazadas.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/moda/reportagem/pecas-coringas/disfarce-gordurinhas-bracos-578930.shtml

21.7.10

13 dicas para secar as dívidas

Ninguém emagrece da noite para o dia. É preciso ter paciência, disciplina, determinação, persistência. E, acima de tudo, aprender a exercitar o equilíbrio. Caiu na tentação de comer chocolate hoje? Então, jante uma saladinha amanhã. Essa lógica da compensação também funciona para o universo financeiro: se a semana foi de gastos altos, maneire na próxima. E sem encarar a coisa como castigo. Confira as outras dicas de Eliana Bussinger, autora do livro A Dieta do Bolso (ed. Campus), e comece a economizar já!

1. Consuma com consciência
Uma latinha de refrigerante por dia pode virar 10 kg a mais no fim do ano, certo? Da mesma forma, pequenos gastos deixam sua conta vermelha no fim do mês. Antes de comprar algo, pense se realmente precisa daquilo.

2. Registre tudo
Nenhum estômago controla as calorias ingeridas e avisa o dono quando parar. O mesmo ocorre com seu bolso: se você não anotar os gastos, sua memória dificilmente vai se lembrar deles.

3. Corte, mas devagar
É impossível perder 10 kg em uma semana de forma saudável, concorda? Use o mesmo raciocínio para seu salário: comece a guardar dinheiro aos poucos.

4. Pesquise sobre o assunto
Se não aprender a comer ou a cuidar do seu dinheiro, você não poderá ensinar isso a seus filhos. Acesse a seção de "dinheiro" do MdeMulher e confira diversas matérias sobre o assunto e peça sempre ajuda ao gerente do banco.

5. Crie novos hábitos
Sair do conforto dá trabalho, mas, no momento em que você fecha a boca ou para de gastar, basta investir nesse comportamento por 28 dias e um novo hábito estará instalado.

6. Estabeleça um objetivo
Sem um propósito específico, fica muito mais difícil emagrecer. E economizar. Quando separar uma parte do décimo terceiro para aplicar na poupança, imagine seu sonho cada vez mais próximo.

7. Desligue a televisão
Estudos comprovam que nosso consumo é influenciado pelo que vemos ao nosso redor. E não há profissionais melhores para nos fazer comprar coisas de que não precisamos do que os publicitários, né?

8. Pratique exercícios
Atividades físicas podem ajudá-la a se livrar dos pneuzinhos... e das dívidas! Em momentos de crise, procure pelos hormônios do prazer na academia, não num shopping.

9. Pare de brigar com o espelho
Nem todo endividamento é ruim. Se ele não ultrapassar um terço do seu salário nem causar insônia à noite, relaxe. Com o tempo você se livra dele.

10. Enfrente seus medos
Sair do ''efeito sanfona'' do saldo vermelho demanda coragem para admitir que você se sente infeliz ou que não sabe administrar bem seus recursos. Dado o primeiro passo, porém, o resto flui.

11. Compartilhe os problemas
Família serve para isso mesmo, né? Com o suporte do marido e dos filhos, fica mais fácil superar as dificuldades - tanto aquelas que você tem com a balança quanto as que surgem na conta-corrente

12. Pense no futuro
A alimentação e o jeito como você lida com o dinheiro agora serão determinantes para sua qualidade de vida na velhice. Manter hábitos inadequados certamente comprometerá seu futuro financeiro. Lembre-se disso quando estiver louca para ir ao shopping fazer umas comprinhas...

13. Peça ajuda
Tanto a obesidade quanto o endividamento podem ser resultado de distúrbios emocionais. Se você não consegue frear o impulso de comprar, vale procurar um psicólogo, fazer terapia em grupo ou até tomar antidepressivos - com acompanhamento médico, claro.

fonte: http://mdemulher.abril.com.br/dinheiro/reportagem/saia-do-vermelho/13-dicas-secar-dividas-578255.shtml

19.7.10

Ritual de beleza

Image and video hosting by TinyPic


Quando me propus dar uma mudada no jeito que estava levando a vida, não incluí só uma alimentação mais saudável e exercícios físicos, e sim cuidados comigo mesma, com meu corpo, pele...

E hoje resolvi mostrar os produtos que uso no rosto, que é oleoso, com tendência a acne (no período pré-menstrual sempre tenho) e eu tinha deixado de lado também. Mas agora tô cuidando com carinho:











Image and video hosting by TinyPic
Benzac AC 5% (receitado pelo dermatologista),
Vichy Nuit, Oil-free Moisture FPS 15 Neutrogena,
Clearskin loção facial adstringente Avon (uso desde que me entendo por gente) 
e sabonete Soapelli (tb receitado pelo dermato)


De manhã lavo o rosto com o Actinea e passo o hidratante da Neutrogena, que é específico para pele oleosa e tem protetor solar 15.
Antes de dormir, lavo o rosto com o Soapelli passo a loção adstringente da Avon (limpa super bem, o algodão fica pretinho) e depois o Benzac nas áreas com marcas de acne e nas outras partes o Vichy Nuit.

É algo que deveria fazer desde sempre, mas que a preguiça sempre fazia deixar de lado. E essa coisa de estar me cuidando mais e está me empolgando mais ainda de cumprir esse ritual de beleza.

Você tem algum ritual de beleza. Qual?

Força Sempre!!!

Image hosted by TinyPic.com Beijosssssssss

17.7.10

Cicatriz

1. Por que algumas ficam finas e outras supergrossas?
Qualquer corte aciona as células da pele, os fibroblastos, a produzirem mais colágeno para regenerar o tecido danificado. Algumas pessoas, geralmente as de pele morena ou negra, podem ter uma alteração nessa produção de colágeno, formando uma cicatriz em alto-relevo chamada de hipertrófica. Pior, ainda existe o quelóide, uma formação endurecida que extravasa a região do corte. Isso normalmente acontece nas áreas do corpo que movimentamos mais, como tórax, ombros, costas e abdômen.

2. Tive um corte que não cicatrizou bem. Como evitar outra marca depois de uma cirurgia?
Se você já sabe que tem tendência a cicatriz hipertrófica ou formação de quelóide, avise o seu cirurgião. Além de adotar uma técnica diferenciada na hora de dar os pontos, ele pode indicar o uso de uma placa de silicone sobre o corte para comprimir a área e evitar que a cicatriz fique alta.

3. Mesmo com cuidado, minha cicatriz ficou alta. Tem como diminuí-la?
Os dermatologistas recorrem a cremes ou infiltrações (aplicação por injeção) à base de corticóides, substâncias que inibem a ação dos fibroblastos e abaixam o relevo que ficou na pele. Outra técnica é a crioterapia, que utiliza jatos de nitrogênio líquido para diminuir a produção de colágeno. Em último caso, quando o quelóide é muito grande ou incomoda demais – coça ou fica numa região do corpo exposta –, o cirurgião plástico pode cortar a pele ao redor da marca para formar uma nova cicatriz, adotando, claro, todos os cuidados para evitar um outro quelóide.

4. Laser funciona?
Alguns tipos, sim. O Harmony, aparelho de luz intensa pulsada, ajuda a diminuir a vascularização de cicatrizes recentes, suavizando a vermelhidão. Para as mais antigas, que já estão esbranquiçadas, os dermatologista recomendam laser fracionado. Existem algumas máquinas com funcionamento parecido: Fraxel, Pearl e Active FX. Com o disparo da luz, a pele é atingida de forma intercalada como se fosse um tabuleiro de xadrez. A área que foi preservada ajuda na regeneração de um novo tecido, afinando e abaixando a marca. O único porém é que ainda estamos falando de técnicas de alto investimento. Custam caro – cerca de 1000 reais a sessão.

5. Base é o melhor cosmético para disfarçar a cicatriz?
Depende. Se ela for fininha e baixa, uma base pode dar conta de camuflá-la. Mas, para as altas e grossas, vale investir num corretivo, pois esse cosmético tem melhor aderência e maior duração. Existe, inclusive, uma categoria chamada maquiagem corretiva, específica para disfarçar imperfeições como cicatrizes, manchas e vitiligo. São produtos com alto poder de fixação, à prova d’água e que atendem a todos os tipos de pele. Boas pedidas: Dermablend, da Vichy, e Couvrance, da Avène.

Fonte: http://boaforma.abril.com.br/beleza/corpo/cicatriz-gente-responde-suas-duvidas-533044.shtml

15.7.10

Tudo sobre Silicone

O que é preciso saber antes de tomar uma decisão?
Ao ver sua imagem refletida no espelho, você gosta do conjunto. Mas é claro que, como toda mulher, está sempre em busca de um retoque aqui, outro ali. É por isso que passar por uma cirurgia para aumentar o tamanho dos seios está entre os seus projetos. Se você está realmente decidida, saiba que vai precisar bancar a repórter investigativa: converse com as amigas que já turbinaram o visual e, claro, escolha um bom cirurgião plástico. Vale marcar consulta com dois ou três profissionais. “Cada cirurgião tem a sua preferência por determinada técnica”, conta Gisela Pontes, cirurgiã plástica, do Rio de Janeiro. Isso não quer dizer que um está certo e o outro errado. “Mas é muito importante que haja sintonia e cumplicidade entre os dois lados para diminuir qualquer frustração com o resultado”, fala José Carlos de Carvalho, cirurgião plástico de São Paulo. Com a ajuda dos três especialistas citados acima, você fica por dentro do assunto, tira suas principais dúvidas e fica ainda mais segura do que quer.

O pré-operatório
Na segunda consulta com o seu cirurgião, você deve levar exames de sangue e de imagem que atestam que a sua saúde está com tudo em cima e que pode fazer a cirurgia. Depois disso, recomenda-se não beber e não fumar pelo menos nas duas semanas que antecedem a operação. Veja os exames mais comuns:

• Hemograma
• Teste de coagulação
• Função renal
• HIV
• Eletrocardiograma
• Ultrassom de mamas (mulheres com menos de 35 anos)
• Mamografia (mulheres acima de 35 anos)

Onde vai o silicone?
Por baixo da glândula: a prótese é colocada entre o tecido mamário e o músculo peitoral. Isso facilita a cirurgia e causa menos dor para a paciente depois da operação. Mas o implante pode ficar aparente se a paciente for muito magra, pois, por ser uma região mais superficial, não há pele suficiente para cobrir as bordas da prótese.

Por baixo do músculo: trata-se de uma técnica mais sofisticada, pois o cirurgião plástico vai precisar chegar até o músculo para alojar a prótese. Como fica instalado de forma mais profunda, o resultado é mais natural, principalmente para mulheres magrinhas. Essa localização também diminui o perigo da contratura capsular, um dos riscos dessa cirurgia e facilita a realização de mamografias. Em compensação, nos primeiros dias depois da cirurgia, a dor é intensa. Outra desvantagem: há maior risco de um deslocamento caso o músculo da mulher seja muito forte.

E a cicatriz, onde fica?
Na mama: o corte é feito nos sulcos abaixo das mamas, o que facilita o acesso até o local onde a prótese será colocada. Em contrapartida, a cicatriz fica mais evidente ao vestir um biquíni e, pior, a região propicia uma má cicatrização para quem tem tendência à queloide.

Na aréola: a cicatriz fica quase imperceptível, posicionada num meio círculo entre a aréola e a pele da mama. Alguns médicos acreditam, no entanto, que essa via de acesso é contraindicada para mulheres que ainda não tiveram filhos por dois motivos: o primeiro por não haver sobra de pele na região do mamilo e o segundo por prejudicar as glândulas mamárias numa futura amamentação. Há também a questão da perda de sensibilidade erótica. Os que defendem a técnica, porém, afirmam que nada disso acontece quando corretamente realizada.

Na axila: nenhuma cicatriz na mama é a principal vantagem aqui. O corte é feito nas axilas, local de pouca incidência de queloide. Por outro lado, existe uma linha de pesquisa que acredita que a formação de uma cicatriz nessa área poderia mascarar a identificação do câncer de mama, pois aí se localizam os gânglios sentinelas, primeiras estruturas a dar um sinal da piora da doença. Há, entretanto, bastante discussão sobre o tema já que muito profissional não acredita nesse perigo quando a técnica é bem feita.

O tamanho certo
Um peito grande para você pode ser pequeno para a sua amiga... Como essa é uma questão muito subjetiva, pode gastar o seu português (por que não mostrar fotos?) sobre esse assunto com o seu médico. Só assim os dois chegam à data da cirurgia falando a mesma língua. Mas saiba que a escolha do tamanho leva em conta três variáveis: forma (redonda ou gota), volume (quantidade em mililitros) e projeção (ou seja, a altura da prótese no corpo, que pode ser alta, baixa, moderada ou extraprojetada). Por causa dessa matemática toda, é o cirurgião quem vai saber a melhor combinação para deixar a sua silhueta proporcional. O médico também precisa prever se a paciente tem tendência a engordar ou planeja uma gestação, o que inviabilizaria uma prótese grande demais. De qualquer forma, existem alguns recursos para não errar. O primeiro é “experimentar” diversas próteses por baixo de um top no consultório. O segundo, durante a cirurgia, o médico simula o resultado final com moldes descartáveis de tamanhos diferentes. Todas essas ferramentas garantem maior satisfação com o resultado final.

O que é contratura capsular?
Apesar do nome esquisito, você precisa saber do que se trata: é natural o organismo reagir à colocação da prótese formando um membrana fibrosa ao redor dela. Mas há casos em que esse tecido fica grosso, endurecendo ou até deformando o implante. Isso o deixa com uma aparência artificial e, nos casos mais graves, causa dor. Hoje em dia, a incidência desse fenômeno é pequena – de 2 a 4% das pacientes sofrem com o problema – graças à qualidade do material das próteses. Sabe-se que, com as texturizadas (com rugas na superfície) e as de poliuretano (uma espuma), o risco da contratura é menor do que quando utiliza-se a prótese lisa. Para tratar a contratura capsular, deve-se retirar o implante e depois colocar outro.

A importância do dreno
Apesar de não ser uma norma, algumas pacientes saem da sala de operação com um dreno. É uma espécie de caninho colocado no corte que tem a função de excretar secreções. Além de diminuir a ocorrência de contratura capsular, o dreno mantém a área operada seca e limpa, acelerando a recuperação. Ele é retirado dois dias depois da cirurgia. Antes disso, saiba que não dá para tomar banho.

Cuidados pós-cirurgia
Na hora de colocar silicone, a gente se entusiasma tanto que pode esquecer de alguns contratempos depois da operação. Para garantir o resultado, você vai precisar de calma para retornar à rotina. Mas o tempo de recuperação depende tanto da técnica do médico como do seu organismo. Veja como é a evolução, em média.

• Repouse em casa nos primeiros dois ou três dias.
• Não troque, mexa ou molhe o curativo até o primeiro retorno ao médico. Isso significa banho de gato nos primeiros dias.
• Remove-se o dreno dois ou três dias depois da cirurgia.
• Você pode voltar ao trabalho depois de sete dias.
• Evite lavar o cabelo sozinha na primeira semana.
• Retira-se os pontos de sete a 14 dias após a cirurgia.
• Você deve dormir de barriga para cima de sete a 14 dias após a cirurgia.
• Evite levantar os braços acima da linha dos ombros durante duas semanas.
• Não dirija por 20 dias para não haver deslocamento da prótese caso aconteça algum acidente.
• Você pode voltar a fazer bicicleta ou caminhar na esteira após três semanas, contanto que mexa o mínimo possível os braços e o tórax.
• Natação, ioga, tênis ou musculação para membros superiores só ficam liberados depois de dois meses.
• Tomar sol só após três meses da cirurgia com esparadrapo branco em cima das cicatrizes e muito filtro solar. A exposição sem proteção só é permitida depois de um ano. Isso evita cicatrizes grossas e escuras.
• O resultado final aparece entre três e seis meses. Antes disso, não considere definitivos o tamanho e a consistência dos seios, pois eles podem estar inchados.


Fonte: http://boaforma.abril.com.br/beleza/corpo/saiba-tudo-implante-silicone-489886.shtml?pagina=7

Sorteio: kit de beleza no M de Mulher Moça


Inscrições até 14/08 AQUI.

14.7.10

Sorteio: Faça você e seu amigo mais felizes.

Para se inscrever, clique no button abaixo:




O sorteado e o amigo indicado ganharão, cada um, dois livros: 01 exemplar de Trio de Vênus e 01 exemplar de As quatro graças.

Inscrições até às 23:59 hs do dia 23/07/10.

13.7.10

Lipo e Silicone

P. A lipo tira a flacidez da pele que sobrou?
R. Depende. “Justamente por não eliminar a flacidez, esse procedimento deve ser realizado em pacientes que apresentem pele elástica e gordura localizada. Só nessas circunstâncias, após a retirada de gordura, a pele se retrai e se acomoda na região”, afirma Eduardo Andrade, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Já o cirurgião plástico Sergio Aluani, também membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, diz que, dependendo do grau de flacidez, a pele pode se retrair. “Para isso, o cirurgião deve utilizar técnicas específicas de movimentação da cânula e perfuração durante a cirurgia”, diz ele.

P. Lipo não é cirurgia, ou é?
R. Claro que é! Trata-se de um procedimento cirúrgico que deve ser realizado por um cirurgião plástico, em local adequado, com todo suporte hospitalar necessário para enfrentar eventuais complicações, que podem acontecer em qualquer tipo de operação.

P. Se eu tirar a gordura de uma região do corpo e voltar a engordar, os pneus podem se formar em pontos próximos da lipo?
R. Depende de quanto você engordar. A região lipoaspirada melhora todo o contorno corporal, por isso, se houver um aumento de peso pequeno ou moderado, não ocorrerá perda do resultado. Por outro lado, se você ganhar muito peso, as células de gordura restantes começam a armazenar os excessos (já que as células gordurosas aspiradas não voltam).

P. Como é que vou saber se meu médico é ou não especialista?
R. Basta você consultar o site oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br). Ele oferece informações sobre os cirurgiões pertencentes à sociedade. Mas atenção: eles estão classificados em diferentes categorias — aspirantes, especialistas e titulares. Apenas os titulares passaram pelo teste de aprovação e só eles são especialistas e estão habilitados a realizar cirurgias plásticas.

P. Posso tirar toda a gordura extra?
R. Não. Há um limite máximo de retirada de acordo com cada paciente (mas, em geral, vai de 5 a 7% do peso corporal). O exagero pode debilitar o organismo porque junto com a gordura há também sucção de sangue. Converse com seu médico antes, fale de suas expectativas e ouça a avaliação de quanto pode ser removido do seu corpo.

P. Como é o dia seguinte? Dói?
R. Sim. Embora cada mulher reaja de modo diferente à dor, todas as ex-operadas declaram que sentiram dor. E a coisa piora porque a sensação fica mais perceptível no dia seguinte, quando o efeito da anestesia passa. Prepare-se para uns 15 dias de incômodo, mas saiba que os cirurgiões costumam indicar analgésicos durante o período.

Fonte: http://boaforma.abril.com.br/beleza/corpo/tire-suas-duvidas-lipo-silicone-497529.shtml

12.7.10

Tipos de tintura de cabelo

Tintura permanente

- O que é: À base de amônia e oxidante, penetra na fibra capilar e altera o pigmento, dando-lhe nova cor.
- Indicação: Cobre fios brancos e faz mudanças radicais: clareia a cor natural em até quatro tons, dois se o cabelo for tingido e escurece sem restrição.
- Tempo de aplicação: 35 minutos
- Duração: De 40 a 60 dias

Tintura temporária (rinsagem)

- O que é: Livre de amônia e de oxidante, contém apenas corante, que adere na parte externa dos fios.
- Indicação: Indicada para quem deseja mudar o visual, mas está insegura. Também para quem quer brilho, realçar a cor natural e disfarçar os primeiros brancos.
- Tempo de aplicação: 25 minutos
- Duração: 5 ou 6 lavagens

Tonalizante (tintura semipermanente)

- O que é: Possui baixo poder de oxidação e não tem amônia. Só escurece os fios e tinge apenas metade dos brancos, pois age apenas na superfície.
- Indicação: Ótima para aquelas mulheres que precisam realçar a cor da cabeleira e, de quebra, ganhar uma boa dose de brilho.
- Tempo de aplicação: 25 minutos
- Duração: 20 lavagens

Xampu colorante

- O que é: Clareia até dois tons dos cabelos virgens, colore 40% dos brancos e dá brilho aos tingidos.
- Indicação: É para quem quer mudar o tom sem agredir demais a fibra capilar, especialmente aquela que está super-ressecada.
- Tempo de aplicação: 25 minutos
- Duração: Entre 4 e 6 semanas

Henna

- O que é: Deixa os fios avermelhados ou marrons. Não cobre os brancos com perfeição.
- Indicação: Ideal para fios sem volume ou oleosos, já que não engordura nem pesa. Cria apenas reflexos nos brancos.
- Tempo de aplicação: Entre 30 e 40 minutos
- Duração: De 15 a 20 dias

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/cabelos/reportagem/tintura/tipos-tintura-cabelo-569406.shtml

11.7.10

Produtos indicados para cada fio

Tingido ou com mechas

- Sintoma: O excesso de lavagens e a ação do sol contribuem para desbotar a cor. E o pior: fios loiros podem ficar esverdeados; e os castanhos, avermelhados!

- Tratamento: Aposte em produtos para cabelos tingidos que tenham ingredientes antidesbotamento. Prefira os enriquecidos com proteínas, para fortalecer os fios.

Ressecado e arrepiado

- Sintoma: Textura áspera e pontas espigadas. Para ter certeza do problema, faça o teste: amasse o cabelo. Se sentir espetadinhas na palma da mão, ele está ressecado.

- Tratamento: Invista em produtos antifrizz e redutores de volume. E capriche na hidratação!

Com alisamento

- Sintoma: Fios chapados e sem movimento por causa da ação dos produtos químicos.

- Tratamento: Capriche nas fórmulas revigorantes. Outra boa pedida são os produtos indicados para cabelos alisados, que contêm ativos para repor a queratina do fio.

Quebradiço

- Sintoma: Cabelo eriçado e sem vida. A principal causa é o excesso de química, secador, chapinha ou babyliss. Para ter certeza de que você sofre do problema, faça o teste: puxe o cabelo com força, pra baixo. Se alguns fios menores que o comprimento saírem na sua mão, ele está quebrado.

- Tratamento: Use produtos com proteínas e aminoácidos. A hidratação também é importante para ajudar no crescimento forte e saudável.

Sem brilho

- Sintoma: Surge com o excesso de calor, que detona as cutículas, a parte externa dos fios. Com isso, a superfície do fio fica desigual e reflete menos luz.

- Tratamento: Capriche nas fórmulas hidratantes. Use uma máscara nutritiva rica em silicone, queratina ou ceramidas, ao menos uma vez por semana. E diminua o uso da chapinha.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/cabelos/reportagem/tratamento/tratamentos-caseiros-cada-tipo-cabelo-573335.shtml?page=1

10.7.10

Promoção de Julho! Com qual Roupa 50% off!!!



Promoção de Julho! Compre o software "Com Qual Roupa?" por apenas R$ 189,00 e coloque seu closet na era digital! Clique aqui e aproveite este superpresente de férias!

Mas corre, viu! A promoção vai até o dia 31 de Julho!

Não perca esta oportunidade de organizar seu guarda-roupa!!!

Consulte a embalagem dos produtos antes de comprá-los

Veja os ingredientes que ajudam a recuperar os fios e são indispensáveis!

- Óleo de gérmen de trigo: Cria uma película externa que dificulta o ressecamento dos fios.

- Ceramidas: Deixam o cabelo macio e com elasticidade.

- Colágeno: Também proporciona maciez.

- Karité: Retirada de um fruto rico em óleo vegetal, contém um nutriente que controla os arrepiados.

- Lanolina: Ajuda a manter a umidade natural do cabelo.

- Pantenol: Recupera os fios danificados, deixando-os macios, fortes e hidratados.

- Proteínas: Amaciam e facilitam na hora de escovar.

- Queratina: Proteína que fortifica os fios, recuperando os cabelos maltratados.

- Silicone: Forma uma camada de proteção em volta dos fios que reflete a luz e dá mais brilho.

- Vitaminas: Elas melhoram a irrigação sanguínea do couro cabeludo, fortalecem os fios e evitam a perda de brilho e de cor (no caso de cabelos tingidos).

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/cabelos/reportagem/tratamento/tratamentos-caseiros-cada-tipo-cabelo-573335.shtml

7.7.10

Sites e programas ajudam na hora de escolher o que vestir

Para grande parte das pessoas, o momento de escolher uma roupa para sair de casa é repleto de indecisão. Se combinar as peças certas já parece difícil, roupas antigas e pouco usadas acabam esquecidas no fundo do guarda-roupa, diminuindo ainda mais as opções. Pensando nisso, alguns sites e programas foram criados para facilitar a organização e até mesmo palpitar sobre os looks alheios.

Um deles é o software Com Qual Roupa?, criado pela carioca Dany Padilla e que serve como uma espécie de guarda-roupa virtual. Dany conta que a ideia de cadastrar e organizar peças de roupa surgiu após uma fase consumista.

- Eu morava na Califórnia, EUA, e fiquei enlouquecida com as promoções de lá. Quando eu não conseguia mais entrar no meu closet, me dei conta de que tinha que me organizar.

Ela então começou a fotografar todas as suas peças de roupa em um manequim que tinha em casa. Com as fotos salvas em um editor de imagens, Dany foi atrás de um programa que organizasse as fotos. Como não encontrou, resolveu começar a fazer um.

Lançado em janeiro, o Com Qual Roupa? custa R$ 385 e permite que o usuário cadastre todas as suas peças de roupa e crie combinações, indicando para que ocasião e clima o look é mais adequado.

- O tempo é o que temos de mais valioso hoje em dia. E o grande lance do programa é a economia de tempo e a praticidade. Você perde um dia fotografando as peças, outro cadastrando os looks e deu. Tendo ideia de tudo o que tem no seu guarda-roupa, as compras se tornam mais conscientes e inteligentes.

Dany explica que o programa não sugere combinações aleatórias das roupas, apenas aquelas que o cliente cadastrar. A medida é para evitar sugestões equivocadas, já que é difícil avaliar o tipo físico das pessoas sem saber suas medidas.

Se você quiser testar o serviço, uma versão de demonstração do software pode ser baixada pela internet (www.comqualroupa.com.br) e funciona por 30 dias.


Ajuda virtual

Para aqueles que conseguem organizar o guarda-roupa, mas ainda sofrem com as dúvidas na hora de compor um visual, o site norte-americano Go Try it On pode ajudar a deixar a insegurança de lado na hora de sair de casa. A página reúne pessoas do mundo todo que palpitam sobre o seu traje, sugerindo mudanças e soluções.

Para usar o serviço, é preciso se cadastrar no site (www.gotryiton.com) e colocar uma foto com o visual sobre o qual você quer opinião. Além da imagem, é legal colocar uma pequena explicação sobre a ocasião na qual você pretende usar o look.

Assim que a foto for publicada, os outros usuários cadastrados poderão ver a sua imagem e palpitar. Para usar o site é preciso entender um pouco de inglês, já que todo o site usa este idioma.

Outro endereço útil é o do Polyvore (www.polyvore.com), um site que reúne roupas e acessórios de várias marcas para que você monte looks virtuais. Para alguns pode ser apenas uma brincadeira, mas a ferramenta é bastante útil para quem está em dúvida do que comprar ou até mesmo como combinar peças que você já tem em casa.

Em alguns países, é possível comprar algumas peças ou o look completo que você montou na internet. Este serviço, no entanto, ainda não está disponível no Brasil.

Fonte: http://entretenimento.r7.com/moda-e-beleza/noticias/sites-e-programas-ajudam-voce-na-hora-de-escolher-o-que-vestir-20100707.html

4.7.10

Sorteio: kit esmaltes + lenço removedor




Inscrições até 03/08 AQUI.