21.7.10

13 dicas para secar as dívidas

Ninguém emagrece da noite para o dia. É preciso ter paciência, disciplina, determinação, persistência. E, acima de tudo, aprender a exercitar o equilíbrio. Caiu na tentação de comer chocolate hoje? Então, jante uma saladinha amanhã. Essa lógica da compensação também funciona para o universo financeiro: se a semana foi de gastos altos, maneire na próxima. E sem encarar a coisa como castigo. Confira as outras dicas de Eliana Bussinger, autora do livro A Dieta do Bolso (ed. Campus), e comece a economizar já!

1. Consuma com consciência
Uma latinha de refrigerante por dia pode virar 10 kg a mais no fim do ano, certo? Da mesma forma, pequenos gastos deixam sua conta vermelha no fim do mês. Antes de comprar algo, pense se realmente precisa daquilo.

2. Registre tudo
Nenhum estômago controla as calorias ingeridas e avisa o dono quando parar. O mesmo ocorre com seu bolso: se você não anotar os gastos, sua memória dificilmente vai se lembrar deles.

3. Corte, mas devagar
É impossível perder 10 kg em uma semana de forma saudável, concorda? Use o mesmo raciocínio para seu salário: comece a guardar dinheiro aos poucos.

4. Pesquise sobre o assunto
Se não aprender a comer ou a cuidar do seu dinheiro, você não poderá ensinar isso a seus filhos. Acesse a seção de "dinheiro" do MdeMulher e confira diversas matérias sobre o assunto e peça sempre ajuda ao gerente do banco.

5. Crie novos hábitos
Sair do conforto dá trabalho, mas, no momento em que você fecha a boca ou para de gastar, basta investir nesse comportamento por 28 dias e um novo hábito estará instalado.

6. Estabeleça um objetivo
Sem um propósito específico, fica muito mais difícil emagrecer. E economizar. Quando separar uma parte do décimo terceiro para aplicar na poupança, imagine seu sonho cada vez mais próximo.

7. Desligue a televisão
Estudos comprovam que nosso consumo é influenciado pelo que vemos ao nosso redor. E não há profissionais melhores para nos fazer comprar coisas de que não precisamos do que os publicitários, né?

8. Pratique exercícios
Atividades físicas podem ajudá-la a se livrar dos pneuzinhos... e das dívidas! Em momentos de crise, procure pelos hormônios do prazer na academia, não num shopping.

9. Pare de brigar com o espelho
Nem todo endividamento é ruim. Se ele não ultrapassar um terço do seu salário nem causar insônia à noite, relaxe. Com o tempo você se livra dele.

10. Enfrente seus medos
Sair do ''efeito sanfona'' do saldo vermelho demanda coragem para admitir que você se sente infeliz ou que não sabe administrar bem seus recursos. Dado o primeiro passo, porém, o resto flui.

11. Compartilhe os problemas
Família serve para isso mesmo, né? Com o suporte do marido e dos filhos, fica mais fácil superar as dificuldades - tanto aquelas que você tem com a balança quanto as que surgem na conta-corrente

12. Pense no futuro
A alimentação e o jeito como você lida com o dinheiro agora serão determinantes para sua qualidade de vida na velhice. Manter hábitos inadequados certamente comprometerá seu futuro financeiro. Lembre-se disso quando estiver louca para ir ao shopping fazer umas comprinhas...

13. Peça ajuda
Tanto a obesidade quanto o endividamento podem ser resultado de distúrbios emocionais. Se você não consegue frear o impulso de comprar, vale procurar um psicólogo, fazer terapia em grupo ou até tomar antidepressivos - com acompanhamento médico, claro.

fonte: http://mdemulher.abril.com.br/dinheiro/reportagem/saia-do-vermelho/13-dicas-secar-dividas-578255.shtml

3 comentários:

Mirelle disse...

ADOREI AS DICAS!!!

¤(`×[¤ Juzinhah ¤]×´)¤ disse...

vou ter que ficar de olho nessas dicas, agora nesse período pós liquidações, pós compra do laptop tenho q apertar o cinto!

Dri Andrade disse...

Sabe de uma...
...to felizona por que segui uns desses pessoas e to conseguindo me livrar daquelas dividazinhas indesejadas q a gente acaba fazendo sem querer, pagando tudo certinho pra começar o ano que vem numa BÔA!
adorei seu blog de verdade, ja estou seguindo..bjs