13.7.10

Lipo e Silicone

P. A lipo tira a flacidez da pele que sobrou?
R. Depende. “Justamente por não eliminar a flacidez, esse procedimento deve ser realizado em pacientes que apresentem pele elástica e gordura localizada. Só nessas circunstâncias, após a retirada de gordura, a pele se retrai e se acomoda na região”, afirma Eduardo Andrade, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Já o cirurgião plástico Sergio Aluani, também membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, diz que, dependendo do grau de flacidez, a pele pode se retrair. “Para isso, o cirurgião deve utilizar técnicas específicas de movimentação da cânula e perfuração durante a cirurgia”, diz ele.

P. Lipo não é cirurgia, ou é?
R. Claro que é! Trata-se de um procedimento cirúrgico que deve ser realizado por um cirurgião plástico, em local adequado, com todo suporte hospitalar necessário para enfrentar eventuais complicações, que podem acontecer em qualquer tipo de operação.

P. Se eu tirar a gordura de uma região do corpo e voltar a engordar, os pneus podem se formar em pontos próximos da lipo?
R. Depende de quanto você engordar. A região lipoaspirada melhora todo o contorno corporal, por isso, se houver um aumento de peso pequeno ou moderado, não ocorrerá perda do resultado. Por outro lado, se você ganhar muito peso, as células de gordura restantes começam a armazenar os excessos (já que as células gordurosas aspiradas não voltam).

P. Como é que vou saber se meu médico é ou não especialista?
R. Basta você consultar o site oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br). Ele oferece informações sobre os cirurgiões pertencentes à sociedade. Mas atenção: eles estão classificados em diferentes categorias — aspirantes, especialistas e titulares. Apenas os titulares passaram pelo teste de aprovação e só eles são especialistas e estão habilitados a realizar cirurgias plásticas.

P. Posso tirar toda a gordura extra?
R. Não. Há um limite máximo de retirada de acordo com cada paciente (mas, em geral, vai de 5 a 7% do peso corporal). O exagero pode debilitar o organismo porque junto com a gordura há também sucção de sangue. Converse com seu médico antes, fale de suas expectativas e ouça a avaliação de quanto pode ser removido do seu corpo.

P. Como é o dia seguinte? Dói?
R. Sim. Embora cada mulher reaja de modo diferente à dor, todas as ex-operadas declaram que sentiram dor. E a coisa piora porque a sensação fica mais perceptível no dia seguinte, quando o efeito da anestesia passa. Prepare-se para uns 15 dias de incômodo, mas saiba que os cirurgiões costumam indicar analgésicos durante o período.

Fonte: http://boaforma.abril.com.br/beleza/corpo/tire-suas-duvidas-lipo-silicone-497529.shtml

Um comentário:

Lú Pinheiro disse...

Adorei o post...
Aqui choveu e vento horrores...
Bjs no coração